Tupiza : O que fazer, onde dormir e como ir a Uyuni

30 de março de 2018




Em Tupiza você já encontra alguma infraestrutura turística de melhor qualidade. Vale a pena percorrer os 100Km que a separam de Villazón e fazer sua base aqui. A cidade fica no entroncamento das RN 14, que segue para Potosí, e 21, que vai para Atocha e em seguida a Uyuni. Embora ao olharmos o mapa a Ruta 21 pareça o caminho óbvio para Uyuni, a qualidade menos ruim da estrada até Potosí e de lá a Uyuni faz com que a maioria dos viajantes escolha essa rota. Nós optamos pelo caminho mais curto e menos aconselhado, seguimos pela Ruta 21.

Veja aqui todos posts da nossa viagem de carro pela Argentina, Chile e Bolívia.

Onde dormir em Tupiza – Hotel Mitru



Booking.com


Conseguimos um hotel com garagem no próprio prédio, Wi-fi, localização central, café da manhã, por um preço bom e ainda conseguimos acomodar toda a família (3 adultos e 2 crianças) em um quarto quádruplo.

Nosso carro na garagem do Hotel Mitru, prédio ao fundo.

Nosso carro na garagem do Hotel Mitru, prédio ao fundo.


Hotel Mitru – Piscina


Quarto quádruplo – Hotel Mitru

O Hotel Mitru nos atendeu perfeitamente! E ainda tem piscina! Se seu grupo não é tão grande, considere também o Hostal Butch Cassidy, também tem garagem e uma vista melhor das montanhas. Aliás, você encontrará referências a Butch Cassidy por toda Tupiza, contam os locais que a dupla teria caído na região, em combate com o exército boliviano.

O que fazer em Tupiza




Mercado Central de Tupiza

Mercado Central de Tupiza

Tupiza não é por si só um destino turístico. Mas estando lá vale praticar trekking nas montanhas ao redor, parte da Cordillera de Chichas. Há dois mirantes, no Cerro Corazón de Jesús e no Cerro de La Cruz, de onde se alcançam vistas para a cidade e as montanhas ao fundo. Ainda no caminho vindo de Villazon, antes de chegar a Tupiza, encontramos “El Angosto”, que é um túnel antigo encravado na montanha e não mais utilizado. Nesse trecho a estrada acomphanha o Rio Tupiza, e pareceu ser um bom local para camping selvagem à margem do rio e da estrada.

Existem Tours ao Salar de Uyuni desde Tupiza, mas essa não é a melhor opção para conhecer o Salar. Os Tours desde Uyuni custam menos e o trajeto é mais interessante, de acordo com relatos que lemos a respeito.

Como ir de Tupiza a Uyuni

“Certifique-se de estar na margem direita do rio!”. Se pudesse dar apenas uma dica do caminho, seria essa. Cometemos um erro ao sair da cidade e seguimos por uma estrada na margem esquerda, apreciando a vista das montanhas e do rio, até nos darmos conta que estávamos no caminho errado!

Estrada Tupiza – Oploca

O correto é sair de Tupiza, tomar a RN14 novamente em direção a Potosí e pouco adiante, aí sim entrar a esquerda na RN21. Mas como todo caminho leva a algum lugar, acabamos acidentalmente conhecendo o vilarejo de Oploca.

Oploca




É um pequeno vilarejo rural à margem do Rio Tupiza, que claramente já foi maior mas que sofre com o êxodo dos mais jovens. Poucas pessoas nas ruas, em seus trajes típicos e construções antigas. Algum apelo ao turismo como forma de gerar trabalho e renda ao povoado, que merece uma visita pela originalidade e beleza das paisagens.

Ruta 21 – De Tupiza a Uyuni via Atocha

Em uma palavra : Arenosa. Essa estrada continua um mistério mesmo para nós que já a percorremos. O solo é bastante arenoso, mas na pista não chega a ser fofo a ponto de precisar de 4×4. Porém existem pontos onde se cruzam rios, que na época de chuvas impedem a passagem de carros menores (update fev/2018 : Jornal local comunicando fechamento da estrada devido a chuvas). Fizemos essa viagem em abril de 2016, havia um longo trecho em obras de asfaltamento. Em 2015 esse asfalto era uma promessa nos jornais. Em setembro de 2017 se prometia a entrega para início de 2018, de modo que surpreende a notícia do bloqueio da estrada. A obra não deveria estar pronta já? Se você passou recentemente pela estrada, por favor deixe nos comentários seu relato!

Caso você esteja planejando e buscando informação atualizada, recomendo o fórum 4x4Brasil e o Grupo no Facebook América do Sul Expedições, Caravanistas, Campistas, Overlander, Viajantes. Aqui tem um relato do Projeto Rota da Conquista, que fez o trajeto no segundo semestre de 2017.

Formação rochosa La Poronga, próximo a Tupiza

Nossa experiência começou tranquila, saímos de Tupiza com tanque cheio e sabíamos da possibilidade de abastecer em Atocha. Logo após deixarmos Tupiza encontramos bem na margem da rodovia a formação chamada La Poronga, atração turística visitada pelas agênicas locais.

O trajeto é montanhoso, subimos a 4200 msnm antes de chegarmos a Atocha. Paisagens fantásticas, montanhas e mais montanhas.




Paramos bastante, dirigimos lentamente, e acabamos demorando. Chegamos a Atocha perto do por-do-sol, passamos ao largo do povoado. Não conseguiríamos chegar Uyuni ainda com a luz do sol.

A estrada nesse trecho tinha as maiores costeletas que encontramos durante toda a viagem. Nosso carro não aguentou a trepidação pesada e o pior aconteceu. Quebramos a suspensão a 30Km de chegar a Uyuni, poucos minutos após a foto acima. O que aconteceu a partir daí, contamos no próximo post.



Booking.com

Compartilhe:
A caminho da Bolívia! La Quiaca, Yavi Chico e Laguna Colorada.
< Post Anterior
A caminho da Bolívia! La Quiaca, Yavi Chico e Laguna Colorada.
Quebramos o carro na Bolívia
Próximo >
Quebramos o carro na Bolívia
Comente pelo Facebook:
Escreva seu comentário:
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.