De Flam ao Geirangerfjord, via Hornindal

18 de setembro de 2015

Saindo de Flam logo encontramos o Laerdaltunnelen, o maior túnel rodoviário do mundo, com 24,5Km de extensão. Já estávamos acostumados com os túneis noruegueses, mas a sensação de dirigir por quase meia hora cercado por pedras é estranha. Controlar a ansiedade e manter a velocidade reduzida foi um desafio. Ao final do túnel um trevo. Quem sai à direita segue a Oslo, nós saímos à esquerda pela RV5 e completamos a dobradinha norueguesa túnel / ferry com um ferry entre Fodnes e Mannheller.fh-ferry-fodnes-mannheller



Assim que passamos por Sogndal a neve começou a cair e a estrada escureceu.

As fotos abaixo foram tiradas em um intervalo de 5 minutos :fh-rv5-snow-1fh-rv5-snow-2fh-rv5-snow-3

Mas outros cinco minutos depois já estava tudo claro, e tínhamos mais um túnel pela frente.fh-rv5-snow-2fh-rv5-snow-5

Seguindo, dirigimos pela borda do Kjosnesfjorden, fiorde que sequer sabíamos da existência até encontrá-lo diante de nós. Pausa para fotos.fh-kjosnesfjorden-3fh-kjosnesfjorden-2
Seguimos então por mais cerca de 40Km até descermos para Utvik. Na descida a primeira visão do Innvikfjorden, que nos acompanharia dali em diante. fh-rv60-down-to-utvikfh-Innvikfjorden-1Fotografamos da estrada uma igrejinha de madeira, das tantas existentes pela Noruega. Depois soubemos ser a Utvik kirke, construída em 1840. fh-utvik-kirke

Mesmo programando um dia todo para uma viagem que o Google Maps previa 4h conseguimos nos atrasar, e como não queríamos pegar noite na estrada (seria um desperdício não poder ver as paisagens) acabamos contornando o Innvikfjorden mais rápido do que gostaríamos. Nem pudemos fazer um lanche na mesinha da foto.fh-Innvikfjorden-3
Chegamos então a Stryn, onde pretendíamos passar a noite. Buscamos primeiro o Visnes Hotel, melhor opção segundo o Lonely Planet. Porta fechada, bati e ninguém respondeu. Esperei, bati novamente e como estava destrancada, entrei. Ninguém na recepção, chamei em voz alta e nada. Uma pena. Fomos então em busca da segunda e última opção, o Stryn Hotel. Estava fechado, mas fomos orientados pelo recepcionista (ou seja lá qual for a função da pessoa que estava na recepção de um hotel fechado….) a procurar Hornindal, meia hora adiante. E assim fizemos, não sem antes encontrar mais neve pelo caminho. fh-hornindal-arrivingEm Hornindal ficamos no Best Western Raftevold´s, um prédio de madeira do século 19 à beira do Lago Hornindal (Hornindalsvatnet), o lago mais profundo da Europa. Dormimos ao lado dessa pedra de gelo. Eis a vista do quarto do hotel:fh-hornindal-lake-frozen
A decoração exibe móveis de época, talvez de outros tempos do próprio hotel.fh-best-western-raftevolds-hotel-1
Na recepção há uma grande variedade de trolls, e você pode adotar um em troca de algumas coroas norueguesas. Nós trouxemos o nosso!fh-best-western-raftevolds-hotel-2
Acordamos com neve e tempo encoberto. Tomamos café, enrolamos, enrolamos pra ver se o tempo melhorava e nada. Mas precisávamos seguir viagem.fh-snow-removing-windshield
Depois de pagar esse mico limpando o pára-brisas, lembrei de uma vassoura no porta-malas. Quando peguei o carro achei aquilo estranho, mas deixei lá e esqueci o assunto. Quando a vi novamente, associei as coisas… será que ela não estava lá para ajudar nessas situações??

hornindal-hellesylt-rv60-snow

Meio desanimados com o mau tempo, seguimos para Hellesylt, de onde tomaríamos o ferry a Geiranger.

Gosta de blogs de viagem? Saiba como colaborar clicando aqui!
Ficou com alguma dúvida, precisa de uma informação que não encontrou? Já esteve lá e tem algo a dizer? Faça um comentário na caixa abaixo!



Compartilhe:
Navegando pelo Geirangerfjord
< Post Anterior
Navegando pelo Geirangerfjord
Ferrovia Flam, como é a paisagem
Próximo >
Ferrovia Flam, como é a paisagem
Comente pelo Facebook:
Escreva seu comentário:
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui.

2 Comentários:
  1. Sofia
      18/10/2015 - 05h45

    Super bacana a viagem de vocês!!!
    To querendo fazer o mesmo circuito agora em novembro..os dias são super curtos.
    Escolhemos por começar por Bergen também.
    Mas tenho 5 dias para ir de Berge.n até Alesund, vocês acham que é suficiente? foi tranquilo chegar em Geiranger? pq li em um blog que a estrada as vezes fecha.
    Pq de lá vamos ficar 3 dias em Tromso para tentar ver a Aurora!
    Obrigada

  2.   20/10/2015 - 15h03

    Oi Sofia! Vocês vão locar carro? Cinco dias dá sim, a gente viaja super slow travel, deixávamos os hotéis sempre no final da manhã já. Se vocês não se enrolarem tanto quanto nós (com duas crianças ainda em idade de fraldas é impossível não se enrolar…) vão compensar as horas a menos que terão de sol por dia. Mas chegar a Geiranger vai ser complicado! A rota RV15 / RV63 (Trollstigen) provavelmente estará fechada, aqui tem um histórico de datas de abertura e fechamento dela. Nós usamos o ferry a partir de Hellesylt, mas ele só opera de maio a setembro. A página onde você pode ver as condições das estradas é essa, mas só tem versão em norueguês. Atenção com a hospedagem, você vai encontrar a maioria dos hotéis fechados nessa época.